620 mil pessoas recebem auxílio emergencial sem precisar

620 mil pessoas recebem auxílio emergencial sem precisar


Ao menos 620 mil brasileiros receberam o auxílio emergencial sem necessidade, isto é, sem precisar dos R$ 600 distribuídos pelo governo federal para sobreviver à pandemia causada pelo novo coronavírus. A informação consta de um relatório do TCU (Tribunal de Contas da União), revelado em reportagem do Fantástico exibida neste domingo na TV Globo.

No mês de abril, o ministério da Economia distribuiu R$ 35,8 bilhões para 50 milhões de beneficiários em todo o país. O pente fino feito pelo Tribunal constatou que pessoas com elevado poder aquisitivo, vivendo em casas de alto padrão, coberturas e com casamento marcado no Caribe estão recebendo o auxílio emergencial.

As irregularidades, diz o TCU, devem causar um prejuízo de mais de R$ 1 bilhão aos cofres públicos.

Uma das moradoras de Espumoso, a comerciante A.P.B. foi citada como uma das pessoas que está recebendo o auxílio de forma irregular. Segundo o Fantástico, ela estaria com o casamento marcado no Caribe para dezembro. Questionada pela reportagem, ela disse não ser uma pessoa de posses.

O empresário D.K., dono de uma vinícola nas Serras Gaúchas, foi outro que apareceu no relatório que aponta os beneficiários irregulares. "Eu não quis receber, eu devolvi, só fiz para brincar. Era só para saber se ia passar ou não, entendeu? Jamais ia querer nada. Eu não saquei, vou devolver", disse à reportagem do Fantástico.

No total, 235 mil empresários foram citados como tendo recebido o auxílio sem ter direito. Outros números foram expostos pelo relatório:

  • 15 mil pessoas receberam o auxílio mesmo com renda superior ao estabelecido
  • 7 mil pessoas que estão cumprindo pena receberam o auxílio do governo
  • 134 mil servidores públicos ou pensionistas receberam o auxílio

G1