Advogado é alvo da PF no Ceará em investigação de fraudes em benefícios da Previdência durante pandemia

Advogado é alvo da PF no Ceará em investigação de fraudes em benefícios da Previdência durante pandemia


A Polícia Federal cumpriu, na manhã desta quinta-feira (25), quatro mandados de busca e apreensão e uma de prisão preventiva em duas cidades do Ceará. Os mandados da 'Operação Fantasmas' foram cumpridos em endereços de um advogado que é investigado por fraudes previdenciárias.

Segundo a Polícia Federal, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão e outra de prisão preventiva em Tianguá e outra de prisão preventiva no município de Catarina.

Entre as fraudes provocadas pelo advogado estão a criação de 17 pessoas físicas fantasmas para recebimento do Benefício Assistencial ao Idoso (BPC), além de inserção de informações falsas no Cadastro Único (CadUnico). Em consequência da pandemia de Covid-19, o governo federal pagou o Auxílio Emergencial automaticamente a todos esse cadastrados.

G1 CE