Caixa reforça medidas de segurança para uso de aplicativos do banco

Caixa reforça medidas de segurança para uso de aplicativos do banco


Em nota divulgada nesta segunda-feira, 29, a Caixa Econômica Federal (CEF) reforçou as medidas de segurança para uso de serviços do banco. No texto, o órgão lembra que não contata usuários solicitando senhas de acesso, e que códigos de segurança devem ser usados somente nos aplicativos oficiais da empresa.

Segundo a CEF, também não são solicitados dados ou informações de beneficiários do Auxílio Emergencial. Tanto os códigos quanto as informações dos usuários podem ser usados para trocar senha e email de recuperação na conta do aplicativo Caixa Tem, onde são recebidos valores de Bolsa Família, Auxílio Emergencial e saque emergencial do FGTS.

Nas últimas semanas, usuários têm relatado que não conseguem acessar o cadastro do Caixa Tem, ou mesmo criar o cadastro para uso pela primeira vez. Ao tentar recuperar a senha, o link de recuperação é enviado para e-mail diferente do cadastrado.

Segundo a Caixa, nestes casos deve-se procurar os canais oficiais do banco ou comparecer presencialmente a uma agência. Há, no entanto, dificuldades em utilizar esses serviços. No atendimento telefônico, após passar pelos menus, a ligação avisa que "todos os operadores estão ocupados" e desliga a chamada. Pelo aplicativo ou pela internet, os endereços fornecidos pelo órgão para solicitação de ajuda retornam apenas telas de erro. Relatos sobre impossibilidade de acesso aos aplicativos, além de outros serviços da Caixa, como internet banking e sites das loterias, são registrados desde abril.

O POVO Online