Com 1.005 novos registros em 24h, Brasil tem mais de 35 mil mortes pelo coronavírus

Com 1.005 novos registros em 24h, Brasil tem mais de 35 mil mortes pelo coronavírus

Um dia após tornar-se o 3º país com mais mortes por coronavírus, o Brasil registrou 1.005 novas mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas, o que eleva o total para 35.026 no País, segundo balanço divulgado na noite desta sexta, 4, pelo Ministério da Saúde. Por quatro dias consecutivos, o País contabilizou mais de mil mortes em 24 horas. A escalada de vítimas ocorre em meio a anúncios de planos de flexibilização da quarentena por Estados e municípios, o que tem sido visto com ressalvas por especialistas. 

O Brasil está atrás só dos Estados Unidos (109.042) e do Reino Unido (40.344) em óbitos por covid. Países que já viveram o agravamento da pandemia só começaram a relaxar restrições de circulação ao menos um mês depois do pico. EUA, Reino Unido, Itália, França e Espanha esperaram, em média, 44 dias após o pico para flexibilizar quarentenas, como mostrou o Estadão.  De quinta para sexta, foram confirmados ainda 30.830 casos do novo coronavírus no Brasil, o que aumenta o total para 645.771 infectados. 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) diz que os países não podem reabrir sem ter capacidade para identificar onde o vírus está, isolar casos, mapear redes de transmissão e ter leitos para tratar todos os pacientes.  O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta que pode até deixar a OMS caso o órgão mantenha atuação “partidária”. O presidente, que tem contrariado orientações do órgão internacional sobre o combate à pandemia, afirma que “não precisa de gente lá fora dando palpite na saúde aqui dentro”.

Estadão Conteúdo