Com alto valor pago, coleta de lixo em Varjota é considerada insatisfatória e alvo de reclamações

Com alto valor pago, coleta de lixo em Varjota é considerada insatisfatória e alvo de reclamações


Em tempos de pandemia, que se inspira maiores cuidados com os espaços frequentados pelas pessoas, o mau recolhimento de resíduos, além de provocar a poluição do meio ambiente, traz danos ao convívio social. Há semanas, os moradores de Varjota estão tendo de conviver com entulhos na porta de casa e aos que estão saindo, têm que dividir espaço com o lixo espalhado nas principais vias públicas da cidade.

O sucateamento do serviço logo é perceptível pelos veículos utilizados na recolha, considerados ultrapassados e também danificados. Ainda é possível encontrar em alguns bairros e até mesmo, próximo de repartições públicas, pontos de entulho, que se acumulam facilmente. O lixão também é outra reclamação da população, principalmente, os muitos malefícios que traz com a queima dos materiais.


O serviço, considerado insatisfatório pelos varjotenses, já custou aos cofres da Prefeitura, R$ 5,1 milhões ao longo da atual administração. Uma quantia considerada alta, pela qualidade questionável que está sendo entregue e se comparada com cidades próximas, constata-se uma larga disparidade. Na vizinha Reriutaba, gastou-se quase R$ 2,5 milhões durante o mesmo período, conforme dados do Portal da Transparência, inclusive, investindo na aquisição de veículos modernos.

Caminhão de coleta de Reriutaba e ao lado, o de Varjota

Mais do que, simplesmente, prover a coleta e o descarte destes detritos, é dever da Prefeitura Municipal adotar um tratamento diferenciado, respeitando o meio ambiente e dando segurança aos profissionais envolvidos, nessa linha de frente, e à sociedade.