Em reunião com cotado ao MEC, Bolsonaro pede plano de retomada de aulas

Em reunião com cotado ao MEC, Bolsonaro pede plano de retomada de aulas


Candidato a assumir o Ministério da Educação (MEC), Renato Feder se reuniu na manhã desta terça-feira, 23, com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto. Na conversa de quase uma hora, Bolsonaro falou ao atual secretário de Educação do Paraná que deseja um plano para a retomada das aulas pós-pandemia do coronavírus.

O pedido ocorre após uma comissão da Câmara dos Deputados apontar "omissões" e ausência de políticas públicas para tentar reduzir o impacto da crise na vida de estudantes. O caso aconteceu na gestão de Abraham Weintraub, que, pressionado, deixou o governo na semana passada.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo após a reunião no Planalto, Feder disse que Bolsonaro quer saber como MEC vai auxiliar Estados e municípios na retomada das aulas. 

O secretário foi recebido no Planalto com apoio do governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), ministros militares e das Comunicações, Fábio Faria, além de empresários como Meyer Nigri, fundador da Tecnisa e apoiador de Bolsonaro desde a campanha. Feder deixou a reunião dizendo que teve uma "conversa técnica" e não recebeu um convite, mas admite que passou por uma entrevista para o cargo.

"Eu entendi que ele queria me conhecer para fazer uma análise, então entendo como uma entrevista, entrei como um candidato", disse Feder, afirmando que mostrou ao presidente os resultados de sua gestão no Paraná. "O aprendizado no Paraná tem crescido bastante, temos feito uma política bem forte de tecnologia de apoio à escola, apoio ao professor com boas ferramentas, boa gestão, de foco no aprendizado do aluno", disse.

Estadão Conteúdo