70% dos motoristas escolares do Ceará podem desistir da categoria por conta da pandemia

70% dos motoristas escolares do Ceará podem desistir da categoria por conta da pandemia


Com o adiamento do retorno das aulas presenciais, a categoria de transportes escolares trafega por um cenário de dificuldades e parte dos motoristas passa por dificuldades de sustento. De acordo com José Wilson, presidente do  Sindicato das Empresas, Micro-Empresas e dos Transportadores Autônomos de Escolares do Estado do Ceará, se a situação persistir até o final deste ano e, sem um maior auxílio dos órgãos públicos, cerca de 70% dos motoristas podem chegar a desistir da categoria.

Segundo o presidente do SETRECE, até o momento, 960 motoristas estão sindicalizados no Estado. Ele pontua que muitos não estão recebendo nenhum tipo de auxílio do governo, o que dificulta a sobrevivência dos profissionais do segmento neste período.

Nós estamos esquecidos, porque o transportador escolar vive unicamente disso, porque o carro de transporte escolar só tem autorização para este serviço. Nós estamos dependendo do auxílio da prefeitura, do governo e de alguns pais que ainda pagam uma parte do valor. Nós já tivemos muitas tentativas com os órgãos públicos por meio de ofícios, mas a única coisa que chegou até nós foi uma cesta básica nos últimos 2 meses, e nem todos receberam. Alguns dos que recebem estão dividindo entre si.

Além disso, Wilson ressalta que muitos motoristas não possuem o carro próprio e ainda precisam arcar com o valor do financiamento. "É uma situação delicada, você está com dificuldade para alimentar sua família e ainda tem que honrar suas dívidas. O que é fundamental pra gente hoje são as cestas básicas, um auxílio emergencial de pelo menos um salário mínimo para se manter e a prorrogação do pagamento dos veículos, que em sua maioria são financiados", diz.

O presidente do SETRECE pontua que, em sua visão, as aulas não irão voltar ao normal ainda neste ano, o que impossibilita ainda mais o sustento dos profissionais da categoria.

Diário do Nordeste