Cidade emite em madeira sua própria moeda por causa da pandemia

Cidade emite em madeira sua própria moeda por causa da pandemia


Tenino se tornou uma cidade fantasma, com seus negócios tentando sobreviver à pandemia da Covid-19. Isso fez com que as autoridades revivessem uma ideia não convencional do último século: imprimir sua própria moeda em placas finas de madeira.

"Não há comércio, vendas e as ruas estão mortas. É tudo igual às três da tarde e às três da manhã", conta Wayne Fournier, prefeito dessa cidade de 1.800 habitantes do estado de Washington, situada no noroeste dos Estados Unidos.

Como o museu da cidade possui uma impressora dos anos 1890, eles a usaram para fazer US$ 10.000 em retângulos em madeira, cada um com um valor nominal de US$ 25. A moeda tem uma imagem do presidente George Washington e uma expressão em Latim, que traduzida para o inglês significa: "Está tudo sob controle".

Esse dinheiro é dado como um subsídio aos moradores que mostram ter sido atingidos pela pandemia. Cada um pode receber até US$ 300 por mês.

A ideia não é nova. A cidade a usou durante a crise ainda pior causada pela Grande Depressão, na década de 1930. A escassez de dólares na época levou os gerentes dos bancos de Tenino a imprimirem dinheiro em casca de abeto.

G1