“Apagão na Educação”: MEC não sabe quantos alunos assistem a aulas virtuais

“Apagão na Educação”: MEC não sabe quantos alunos assistem a aulas virtuais


Em um ofício enviado a um grupo de deputados, o Ministério da Educação informou não saber quantos estudantes da rede pública estão assistindo a aulas pela TV ou pela internet durante a pandemia do novo coronavírus.

O ofício, assinado no último dia 27 de julho, pelo ministro Milton Ribeiro, responde a um pedido de informações no qual os parlamentares solicitaram dados sobre o ensino a distância e a reorganização do calendário escolar após a interrupção das aulas presenciais.

O ministro responde que “não dispõe de informações acerca do número de alunos da rede pública de ensino do país que estão tendo teleaulas e aulas online até o momento”.

“Me causou um certo espanto. Como pode o MEC, responsável por coordenar as ações entre os entes federados, não saber se tem ou não aula? Já tínhamos detectado uma falta de coordenação”, disse ao Metrópoles o deputado Professor Israel Batista (PV-DF).

“A pasta tinha que ter procurado as teles para firmar um pacote das dados para escolas e professores e não fez, tinha que ter dado cursos de educação remota para professores, e não fez. Agora, vejo que a gente atingiu um nível de apagão muito sério no qual a instituição que seria responsável por coordenador todo trabalho, não tem o mapa do que está ocorrendo no Brasil”, completou.

Metrópoles