Caixão de vítima de Covid-19 abre antes do enterro, coveiro se recusa a enterrá-lo e corpo volta à funerária para troca

Caixão de vítima de Covid-19 abre antes do enterro, coveiro se recusa a enterrá-lo e corpo volta à funerária para troca


Um coveiro se recusou a enterrar o corpo de uma vítima de coronavírus na quinta-feira (20) em Barra do Garças (MT). A vítima, que era obesa, foi colocada em um caixão escolhido pela família. No entanto, momentos antes do enterro, o caixão se abriu e o coveiro não aceitou fazer o enterro.

A vigilância sanitária e a prefeitura foram chamadas no cemitério por causa do impasse do velório do paciente. A funerária responsável pelo enterro disse que a tampa do caixão de abriu no momento em que ele era retirado do carro funerário para ser enterrado no cemitério.

No entanto, a empresa negou que o caixão não estava devidamente lacrado e justificou que o peso da vítima estava acima do tamanho que o caixão suportava. De acordo com a funerária, o corpo foi lacrado em um saco, como pedem as normas sanitárias, e colocado no caixão.

Com a confusão no cemitério, o corpo foi levado novamente para a funerária e colocado em um outro caixão. Depois da troca, a vítima foi enterrada no cemitério.

G1