Covid: números serão 'positivos' no final, diz Pazuello, apesar de 115 mil mortos

Covid: números serão 'positivos' no final, diz Pazuello, apesar de 115 mil mortos


Apesar de o Brasil já registrar cerca de 115 mil mortos pela Covid-19, o ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, disse nesta segunda-feira, 24, que, no fim da crise, os números do País sobre a pandemia serão "muito positivos". Durante evento de inauguração de unidade de apoio ao diagnóstico da Covid-19 em unidade da Fiocruz no Ceará, Pazuello afirmou que o trabalho do SUS será reconhecido como "a grande resposta à pandemia no mundo".

"Não estou falando apenas de números, que serão muito positivos no final, quando colocarmos cálculos com relação à população brasileira e, infelizmente, às perdas. Estou falando do que fizemos para o combate à pandemia. O que nos entregamos, chegamos na ponta da linha", disse o ministro interino.

Pazuello repetiu que a nova orientação do ministério é procurar imediatamente o médico, em caso de suspeita da Covid-19. Se a doença for confirmada, a medicação deve ser receitada o quanto antes.

Por ordem do presidente Jair Bolsonaro, o ministério recomenda tratamento com cloroquina e hidroxicloroquina como principais fármacos, apesar de não haver comprovação científica sobre segurança e eficácia das drogas contra a o novo coronavírus.