Grávida que estava desaparecida é encontrada morta e sem o bebê

Grávida que estava desaparecida é encontrada morta e sem o bebê


A mulher grávida de 36 semanas que estava desaparecida desde a quinta-feira (27) foi encontrada morta nesta sexta (28) em uma cerâmica de Canelinha, na Grande Florianópolis.

Duas pessoas foram presas suspeitas de envolvimento com o crime. Segundo a Polícia Civil, uma delas é amiga da vítima, que teria cortado a barriga da gestante para retirar o bebê. O companheiro da suspeita do assassinato também foi detido na manhã desta sexta.

De acordo com o delegado Paulo Alexandre Freyesleben e Silva, a mulher grávida teria saído de casa na tarde de quinta para ir a um chá de bebê surpresa. Desde então não era mais vista. Ainda segundo o policial, o corpo da vítima foi encontrado nesta sexta com o ventre aberto e sem o bebê.

Após o crime, a amiga da vítima teria ido ao hospital de Canelinha e apresentando a criança, alegando que teria tido um parto espontâneo com a ajuda de terceiros. Porém, a equipe médica constatou que não havia indícios de parto recente na paciente e encaminhou a criança ao Hospital Infantil de Florianópolis, pelo fato de que ela apresentava cortes pelo corpo.

Os suspeitos foram levados à Delegacia de Polícia Civil de Tijucas, onde vão prestar depoimento e devem ficar detidos. O nome da mulher e do marido presos não foram divulgados por causa da Lei de Abuso de Autoridade.