Há três dias, incêndio de grandes proporções atinge vegetação no interior de Santa Quitéria; confira imagens

Há três dias, incêndio de grandes proporções atinge vegetação no interior de Santa Quitéria; confira imagens


O fim de semana último que se findou em Santa Quitéria, dificilmente será esquecido pela sua população. Município conhecido pelas queimadas que acontecem interior adentro e que desta vez, foi assistida com preocupação não só pelos quiterienses, mas pelas cidades vizinhas ao seu redor. Já são três dias em que um incêndio iniciado a partir da fazenda Ipueiras devastou e ainda continua atingindo vários hectares naquela região.

O primeiro incêndio se deu ainda na sexta-feira (07), na vegetação de uma fazenda localizada no km 10 da CE-176, sentido Sobral, que foi contido de maneira parcial por populares. Contudo, o dia seguinte foi ainda mais avassalador: uma enorme nuvem de fumaça cobriu toda a cidade, podendo ser avistada de todos os distritos e cidades próximas. Ali estava lançado o sinal de alerta, da gravidade do que acontecia. As labaredas avançavam contra a vegetação, a medida que o tempo passava.


Moradores da região ficaram apreensivos com suas terras e animais. Houve relatos de animais que conseguiram escapar do fogo, se abrigando em açude e outros que não tiveram a mesma sorte. O trabalho para cessar as chamas foi retomado, com apoio de um caminhão-pipa da Prefeitura Municipal e equipes dos bombeiros civis e do Corpo de Bombeiros Militares, que com grande dificuldade, conseguiram debelar parte dos focos.

Neste domingo (09), o controle continuou por terra com os veículos e por ar com um helicóptero da Ciopaer, que utilizou a aeronave para captar água em açudes próximos e lançar sobre a área em chamas. A operação foi suspensa ao anoitecer e será reiniciada logo nas primeiras horas de hoje. O major Clériston Oliveira falou ao vivo ao A Voz de Santa Quitéria sobre as ações da sua equipe.

Confira ao vivo



Confira as imagens aéreas da Ciopaer


Os bombeiros consideram como possibilidade de ter sido um incêndio natural, devido à alta temperatura e que acontece normalmente no segundo semestre, podendo aumentar mais ainda entre outubro e novembro. Para barrar isso, eles pedem o apoio da população para evitar queimadas. São comuns as práticas de preparar o terreno para a plantação do próximo inverno.

A Voz de Santa Quitéria acompanhou de perto o trabalho das equipes em um dos focos que ainda resistia na fazenda Ipueiras, conforme reportagem abaixo.