Interior já responde por quase 53% dos casos de Covid-19

Interior já responde por quase 53% dos casos de Covid-19


Em julho passado, a curva de casos confirmados de Covid-19 inverteu entre a Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e o Interior. Os dados do IntegraSUS, atualizados nesta segunda-feira (3), às 14 horas, mostram que as cidades interioranas respondem agora por 52,7% dos casos confirmados da doença (93.329) e a RMF por 47,3% (83.632).

Em comparação com a mesma data, há um mês, a RMF registrou 50,8% (77.082) dos casos de Covid-19 e o Interior, 49,2% (74.817). Há três meses, a diferença entre os registros positivos da doença entre a Grande Fortaleza e o Interior era bem mais expressiva. Em 3 de maio passado, a RMF computou 83,1% (28.073) dos casos enquanto que o Interior apresentou 16,9% (5.689).

O levantamento confirma o que os infectologistas já vêm afirmando há alguns meses que a pandemia chegou ao Ceará por meio da Capital, tendo como porta de entrada o aeroporto internacional de Fortaleza, alcançando os bairros de classe média e depois se espalhando para a periferia e cidades da RMF.

Após ultrapassar a Grande Fortaleza, o número crescente ocorreu na região Norte, tendo Sobral como centro difusor e reunindo o maior índice de diagnósticos positivos e de óbitos. Ainda hoje, segundo o portal IntegraSUS, Sobral tem 9.975 casos confirmados e 286 óbitos. A cidade é a segunda, após a Capital, com maior registro de Covid-19.

A interiorização do vírus se deu através do transporte rodoviário, conforme observa o presidente da Associação dos Municípios do Ceará (Aprece), médico e prefeito de Cedro, Nilson Diniz. “A região Norte e as praias do chamado litoral Oeste por receberem maior fluxo de pessoas partiu na frente em número de casos e de mortes, mas nas últimas semanas, os registros são maiores na macrorregião do Cariri”.

Diário do Nordeste