Mulher trans é assassinada na cidade de Crateús

Mulher trans é assassinada na cidade de Crateús


Daniele Rodrigues, de 21 anos, foi encontrada morta em um matagal, no bairro Venâncios, próximo ao Cacimbão da Vila José Rosa, no município de Crateús. A mulher trans foi atingida por inúmeros disparos de arma de fogo.

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) publicou em nota que equipes da Perícia Forense e da Polícia Militar já realizaram os primeiros procedimentos sobre o fato. O órgão afirmou ainda que "a Polícia Civil realiza diligências e oitivas no intuito de identificar os envolvidos, bem como elucidar o fato".

Homicídios 
O Brasil lidera o ranking de países com mais registros de homicídios de pessoas transgêneras, conforme dado publicado pela ONG Transgender Europe (TGEu). O assassinato de Daniele é o quarto crime contra a comunidade LGBTQI+ realizado apenas no mês de agosto. No último dia 19, a travesti Letícia Costa, de 29 anos, foi assassinada no cruzamento das ruas Jaime Benévolo e Clarindo de Queiroz, no Centro de Fortaleza.

Já no dia 8, uma adolescente ainda não identificada pela SSPDS foi morta na Rua Dallas, no bairro Granja Lisboa. Testemunhas informaram à Polícia que ela teria entrado em um matagal com dois homens e, em seguida, foram ouvidos disparos de armas de fogo. Os suspeitos fugiram.

No dia 3, outra travesti foi morta, desta vez no bairro Bonsucesso. A identidade dela também não foi revelada, mas o crime aconteceu a 700 metros de uma unidade do Batalhão de Polícia de Meio Ambiente (BPMA).

Diário do Nordeste