“Número não faz diferença”, diz Pazuello sobre 101 mil mortes por Covid-19

“Número não faz diferença”, diz Pazuello sobre 101 mil mortes por Covid-19


O ministro da Saúde interino, general Eduardo Pazuello, voltou a comentar na manhã desta segunda-feira (10/8) a marca de 100 mil mortes no país causadas pela Covid-19, doença do novo coronavírus. Segundo ele, o dado não faz diferença.

“Não é um número que vai fazer a diferença. Não é 95, 98 ou 101 que vai fazer a diferença. O que faz a diferença é cada brasileiro que se perde”, ressaltou o general das Forças Armadas, segundo registro feito pelo portal UOL Notícias.

O discurso de Pazuello reforça nota publicada nesse sábado (8/8), quando a marca de 100 mil mortos por Covid-19 foi atingida, na administração do ministro. Na ocasião, ele disse que “não se trata de números, planilhas ou estatísticas, mas de vidas perdidas”.

O ministro destacou o empenho dos profissionais de saúde que estão na linha de frente do enfrentamento à Covid-19. “Mais de 2 milhões de brasileiros foram salvos. O mundo todo está na busca da vacina e tenham certeza de que ele chegará para todos”, disse.

O Ministério da Saúde registrou até esse domingo (9/8) 101.049 mortes causadas pela Covid-19 no país. Já o número de casos confirmados da doença é superior a 3,03 milhões, segundo a pasta.