Outras duas mulheres alegam ter sofrido assédio por terapeuta em sessão de hipnose em Sobral

Outras duas mulheres alegam ter sofrido assédio por terapeuta em sessão de hipnose em Sobral


Mais duas mulheres procuraram a delegacia na manhã desta sexta-feira (14) para denunciar que foram vítima de assédio durante sessões de hipnose realizada por um terapeuta, em Sobral, norte do Ceará. Os crimes foram cometidos em 2019, mas só agora, após a notícia da adolescente de 13 anos também vítima do terapeuta, as duas mulheres decidiram buscar a polícia.

Daniel Nogueira virou réu em fevereiro deste ano, após a Justiça aceitar denúncia do Ministério Público do Ceará (MPCE). Segundo as investigações, o terapeuta é acusado de praticar estupro de vulnerável contra uma adolescente de 13 anos enquanto ela dormia durante a sessão de hipnose.

Em depoimento, uma das vítimas, agora com 19 anos, revelou que buscou ajuda com o terapeuta após apresentar um quadro de ansiedade. O assédio aconteceu em todas as três sessões que ela fez com ele na clínica.

Já a outra mulher, de 55 anos, disse que estava sofrendo de problemas emocionais quando conheceu o terapeuta em um curso, ocasião em que ela ficou sabendo das sessões de terapia de hipnose, onde posteriormente foi assediada.

De acordo com informações da polícia, após o cumprimento do mandado de busca e apreensão dos equipamentos eletrônicos na clínica que funcionava no Centro de Sobral, o homem fechou o consultório e passou a atender em outras duas cidades: Fortaleza e Juazeiro do Norte. A Delegacia de Defesa da Mulher de Sobral investiga o caso e orienta que outras vítimas procurem a unidade para fazer a denúncia. 

Diário do Nordeste