PSL quer retirar mandato de André Fernandes por infidelidade partidária

PSL quer retirar mandato de André Fernandes por infidelidade partidária


Implicado pelo Conselho de Ética da Assembleia Legislativa do Ceará por suposta quebra de decoro parlamentar – processo que enfrenta desde o ano passado – o deputado estadual André Fernandes (sem partido) terá que abrir uma nova frente de defesa do seu mandato, desta vez na Justiça Eleitoral. 

É que nos últimos dias deram entrada no Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) duas ações judiciais que pedem a perda de cargo eletivo por desfiliação partidária contra o parlamentar. Um dos processos foi aberto pela direção nacional do Partido Social Liberal (PSL) e pelo presidente nacional, Luciano Bivar, e a outra por um dos suplentes da coligação, Júlio Rocha Aquino Júnior.

Nos dois casos, a argumentação é de que o parlamentar não teria apresentado justificativas para se desfiliar do partido pelo qual foi eleito em 2018, com mais de 109 mil votos. André foi o deputado estadual mais votado daquela eleição no Ceará.

Diário do Nordeste