Quatro de 22 áreas de saúde do Ceará apresentam aumento dos casos de Covid-19

Quatro de 22 áreas de saúde do Ceará apresentam aumento dos casos de Covid-19


Das 22 Áreas Descentralizadas de Saúde (ADS) do Ceará, 4 apresentaram um aumento da quantidade de casos confirmados e suspeitos de Covid-19, em comparação entre os dias 19 de julho e 15 de agosto. As informações são de acordo com boletim da Secretaria de Saúde do Ceará (Sesa), divulgado nesta quinta-feira (27).

As ADS são divisões criadas pelo Governo do Estado do Ceará com municípios pólos para reunir as informações sobre a pandemia do coronavírus e descentralizar o foco da Capital. O mais recente boletim da Sesa compara as mudanças entre as semanas epidemiológicas 30 e 31 com as semanas 32 e 33. As ADS que lideram as estatísticas são: 

- Icó (60,3%) 
- Aracati (35,3%) 
- Crateús (16,8%) 
- Iguatu (2,6%) 

Apesar de Icó ter apresentado o maior acréscimo quando comparadas as semanas, em números absolutos é Fortaleza que lidera a estatística, com 2704 casos confirmados e suspeitos até o final da Semana Epidemiológica 33. A Capital também encabeça os números absolutos de óbitos confirmados e suspeitos com 42 registros até o último dia 15.

Em relação aos óbitos confirmados e suspeitos, foram cinco ADS a apresentar aumento dos números. As ADS Itapipoca (60%), Limoeiro do Norte (50%), Baturité (33,3%), Crato (11,1%) e Quixadá (7,4%) são as divisões que apresentaram o aumento dessa estatística. A taxa de mortalidade da Covid-19 no estado subiu de 90,4 para 92,1 óbitos a cada 100 mil habitantes. 

G1 Ceará