Rede voluntária entrega mais de 2 mil respiradores consertados a hospitais

Rede voluntária entrega mais de 2 mil respiradores consertados a hospitais


A solidariedade de mais de 700 voluntários de rede coordenada pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) fez a diferença na vida de milhares pessoas em todo o Brasil. Desde que a pandemia do novo coronavírus atingiu o país, 2.007 ventiladores pulmonares foram consertados gratuitamente e devolvidos a instituições de saúde em 336 municípios de 24 estados e no Distrito Federal.

Os aparelhos, importantes no tratamento de doentes graves da Covid-19, estavam sem uso e foram restaurados graças à união de 28 instituições e empresas. Desde 30 de março, quando a Iniciativa + Manutenção de Respiradores passou a trabalhar, foram recebidos 3.989 respiradores de todos os estados, dos quais 951 estão em manutenção e 173 passam por calibração, última etapa antes da devolução ao serviço de saúde.

“A iniciativa de consertar esse equipamento hospitalar fundamental para salvar as vidas de quem tem as formas mais graves da doença contribui de forma expressiva para o árduo trabalho que está sendo realizado pelos profissionais da saúde e para reduzir a necessidade de importação do equipamento”, avalia o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade.

Além do Senai, investiram mais de R$ 4 milhões em aquisição de peças para viabilizar o reparo dos equipamentos a Petrobras, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a Votorantim e a aliança Todos pela Saúde, que conta com recursos do banco Itaú, entre outros doadores.

Metrópoles