VLT de Sobral volta a operar após quatro meses parado

VLT de Sobral volta a operar após quatro meses parado


O VLT de Sobral, na região Norte, voltou a operar, na manhã desta quarta-feira (5), após mais de quatro meses paralisado. O serviço está funcionando nos seus horários regulares, de 5h30 às 23h, seguindo os protocolos sanitários para proteção de funcionários e passageiros. Metade dos 90 assentos, por exemplo, estão sinalizados para manter o distanciamento social.  

Entre as mudanças, serão obrigatórios o uso de máscaras e a manutenção do distanciamento social. Além disso, foi estabelecida uma rotina de higienizações nos trens e estações, que irão ocorrer no intervalo entre as viagens e durante a madrugada, após encerramento das atividades.  

Paredes, o chão e também os assentos dos trens e das estações ganharam sinalizações para que as pessoas respeitem o distanciamento social e as demais regras contra o coronavírus. No piso foram colocados adesivos para que os passageiros não façam fila muito próximos uns aos outros. 

Antes da pandemia, o VLT de Sobral operava com uma média de 5 mil passageiros por dia. Já nestas primeiras horas, o movimento foi bem menor. “Como começou mais cedo, ainda vamos sentir (o impacto), mas por enquanto o movimento é muito pouco”, admite Martins. Um vigilante em cada trem permanece dando orientações e assistências aos passageiros. “Só entra se for de máscara”, enfatiza o gerente.   

Ao todo, o VLT faz a ligação de 13 quilômetros entre a cidade, sendo 6,5 quilômetros nas linhas Norte e Sul. No trajeto, há 12 estações. O preço da passagem permanece o mesmo: R$ 1 (inteira) e R$ 0,50 (meia).

Diário do Nordeste