Ao menos 45 candidatos usam nome Bolsonaro nas urnas

Ao menos 45 candidatos usam nome Bolsonaro nas urnas


De olho na crescente aprovação do governo federal, candidatos às eleições municipais deste ano se apropriaram do sobrenome do presidente Jair Bolsonaro para tentar se eleger. A inspiração se expande para ao menos 45 candidatos. Esse número pode ser ainda maior, já que os registros de candidatura podem ser feitos até hoje.

Poucos são realmente integrantes da família. É o caso da ex-mulher Rogéria Bolsonaro e de Carlos Bolsonaro, seu filho "03", ambos candidatos pelo Republicanos à Câmara de Vereadores do Rio. Há ainda dois primos: Marcelo Bolsonaro (DC), em Itu, no interior de São Paulo, vice na chapa de Capitão Dias (DC), e Marcos Bolsonaro, de Jaboticabal (SP), que disputa a prefeitura local pelo PSL.

Entre os que quiseram se agregar à família, há desde o Capitão de Bolsonaro até Rafa Apoiadores do Bolsonaro, passando por Messias Bolsonaro e simplesmente Bolsonaro nas disputas. Afora os dois primos, os outros 43 Bolsonaros tentam vagas como vereadores.

Eles estão espalhados por diversos partidos. Lideram a lista Patriota, com dez candidatos, Republicanos (oito) e PSL (sete). Mas ainda tem políticos no PP, PSC, MDB, PSB, PL, PTB, Cidadania, DC e PRTB com o sobrenome do presidente.

O uso do nome mesmo sem relação com o presidente é permitido pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), que deixa à escolha do candidato como vai ser representado nas urnas.

UOL