Enel lidera número de reclamações de consumidores no Ceará; veja ranking completo

Enel lidera número de reclamações de consumidores no Ceará; veja ranking completo


A Enel Distribuição Ceará acumula o maior número de reclamações registradas por consumidores da capital cearense ao Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) desde o início do ano até o fim de agosto. De acordo com o órgão, foram registradas 950 queixas contra a distribuidora de energia elétrica no período, em um universo de cerca de 7.440 atendimentos, realizados de forma presencial ou não.

Além da empresa, também predominam no ranking reclamações à Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), empresas telefônicas e de e-commerce. As principais queixas são referentes a cobranças indevidas e dúvidas sobre cobranças, reajustes, contratos e orçamentos.

De acordo com a diretora geral do Procon Fortaleza, Cláudia Leitão, as concessionárias de serviços essenciais têm o dever de oferecer qualidade e eficiência aos clientes. Ela avalia que os números de queixas contra a Enel são elevados, embora pondere que a empresa tem um bom índice de resolutividade no órgão.

Segundo Cláudia, devido à pandemia, muitas pessoas deixaram de fazer queixas nos órgãos de defesa do consumidor, que estavam atendendo online, porque não dominavam o uso da internet. Caso os atendimentos presenciais não fossem interrompidos, ela acredita que o número de denúncias contra as empresas possivelmente seria bem maior do que foi anotado entre janeiro e agosto de 2020. "Mesmo assim, o saldo de reclamações persiste, e as empresas não aperfeiçoaram os serviços adequadamente", comenta.

Em nota, a Enel informou ser a empresa com o maior número de clientes no Estado e que as reclamações registradas representam 0,02% do número total de clientes da distribuidora. A companhia acrescentou que as lojas de atendimento ficaram fechadas de março a julho para preservar a saúde de clientes e colaboradores, devido à pandemia, tendo reforçado o atendimento pelos canais digitais.

Completam o ranking a Oi Móvel (286), Tim Celular (119), Vivo (117), Oi Fixo (117), Via Varejo (115), Samsung (102), Claro (90) e Caixa Econômica (85).

Diário do Nordeste