Ministério da Saúde afirma que vacina contra coronavírus não será obrigatória

Ministério da Saúde afirma que vacina contra coronavírus não será obrigatória


Em coletiva realizada na última quarta-feira (02), o secretário-executivo do Ministério da Saúde Élcio Franco Filho afirmou que a vacina contra a Covid-19 é “um grande instrumento para voltarmos à nossa normalidade”.

Entretanto, em confirmação com as últimas palavras do presidente, o secretário também afirmou ninguém será obrigado a tomar a vacina. Ele ainda salientou que o primeiro lote da vacina do consórcio Oxford/Astrazeneca deve ser distribuído no Brasil em janeiro de 2021. 

“É o projeto mais avançado e reconhecido. Todos os esforços estão sendo feitos. A previsão é que os primeiros lotes estarão sendo entregues em janeiro de 2021, se tudo der certo”, disse.

Franco Filho ainda colocou. “A partir da absorção da tecnologia pela Fiocruz, eles terão independência científica e capacidade de produzir as vacinas a partir do final do primeiro semestre de 2021, em torno de 30 a 40 milhões de doses ao mês”. 

Focus.Jor