Pente-fino do INSS ameaça cortar 1,7 milhão de benefícios. Veja o que fazer

Pente-fino do INSS ameaça cortar 1,7 milhão de benefícios. Veja o que fazer


O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informou nessa quinta-feira (3/9) que vai notificar 1,7 milhão de segurados que tiveram o benefício revisado e precisam apresentar novos documentos para que não sejam bloqueados.

“Esses segurados tiveram seus benefícios revisados administrativamente e, após procedimento, foi verificada a necessidade de reavaliação dos documentos que embasaram a concessão do benefício”, explicou o INSS.

Os avisos serão feitos por meio de carta de cumprimento de exigência. Para isso, é preciso que os segurados fiquem atentos, pois, após o recebimento da notificação, terão 60 dias para enviar a documentação solicitada.

Para enviar os documentos, o beneficiário precisa ter login e senha no site ou aplicativo do Meu INSS. Após acessar o sistema, terá que solicitar o serviço Atualização de Dados de Benefício.

Em seguida, é preciso anexar cópia digitalizada dos seguintes documentos do titular do benefício, do procurador ou representante legal, se houver: CPF, RG, certidão de nascimento ou casamento, Titulo de Eleitor e Carteira de Trabalho.

“Caso o segurado não consiga fazer o envio da documentação pelo Meu INSS, deverá agendar o cumprimento dessas exigências em uma agência do INSS mais próxima da residência”, ressaltou a autarquia, em nota.

O segurado notificado pelo instituto que não apresentar a documentação pelo Meu INSS ou não realizar o agendamento para entrega dos documentos no prazo de 60 dias poderá ter o benefício suspenso.

“E, após 30 dias da suspensão, se o beneficiário não fizer os procedimentos anteriormente citados, terá o benefício bloqueado nos termos dos parágrafos 4º a 6º do artigo 69 da Lei nº 8.212, de 1991“, reforçou o INSS.

Parceria com Correios
O INSS firmou parceria para disponibilizar a carta de cumprimento de exigência também de forma on-line no aplicativo dos Correios, serviço chamado de Entrega Digital.

Mais de 1,7 milhão de cartas serão enviadas a endereços dos segurados que necessitam atualizar ou complementar alguma documentação junto ao INSS. Esse público consegue visualizar a correspondência no app dos Correios.

Metrópoles