Polícia investiga alimentos enterrados em escola; carga seria de merenda escolar

Polícia investiga alimentos enterrados em escola; carga seria de merenda escolar


Vários alimentos que seriam merenda escolar foram encontrados enterrados dentro da Escola Municipal de Ensino Fundamental Padre Aristides Andrade Sales, no município de Itarema, no interior do Ceará. Os produtos foram localizados após crianças que brincavam na quadra do colégio relatarem mau cheiro no local a vereadores do município. A Delegacia Municipal de Itarema investiga o caso.

De acordo com o vereador Carlos Jean (PSL), um dos alunos tinha uma chave do local e abriu para ele, outros parlamentares e cidadãos checarem a denúncia. Ao chegar ao local nesta quinta-feira, 3, foram desenterrados alimentos como carnes, polpas e diversos tipos de fruta. Boletim de Ocorrência (B.O.) foi registrado e também feita notificação ao Conselho Tutelar.


Em vídeo divulgado nas redes sociais na noite desta quinta-feira, 3, a diretora da escola, que se identificou como Rochelle, afirmou que os alimentos eram restos de uma remessa de merenda que havia estragado e foram enterrados no local por suas ordens. Conforme a professora, isso ocorreu porque os congeladores da cozinha do colégio foram desligados em circunstâncias desconhecidas. O fato foi percebido no último dia 16 de agosto após aviso de um vigia da escola.

O radialista Airton Júnior esteve no local e fez registros dos alimentos sendo desenterrados. Diante do volume da carga, não foi possível fazer a retirada de todo o material. O morador de Itarema estima que as comidas já estavam enterradas há um certo período de tempo, pelo "cheiro horrível". "Muita carne e várias frutas como seriguela, mamão, abóbora, entre outras", indica.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), a Polícia Civil, por meio da Delegacia Municipal, realiza diligências e notificações para apurar o caso.

O POVO Online