Polícia prende suspeitos de assalto a bancos e apreende mais de R$ 100 mil roubados de agências

Polícia prende suspeitos de assalto a bancos e apreende mais de R$ 100 mil roubados de agências


A Polícia Civil do Ceará prendeu seis integrantes de uma quadrilha interestadual especializada em roubos a instituições financeiras e apreendeu mais de R$ 100 mil roubados de agências bancárias de Fortaleza. O grupo é investigado há cerca de um ano. As ações foram divulgadas na manhã desta terça-feira (22), em uma coletiva na sede do Complexo de Delegacias Especializadas (Code).

De acordo com o delegado titular da DRF, Rommel Kerth, o grupo estudava a rotina de gerentes e outros funcionários de empresas financeiras, também tinham acesso a informações sobre os familiares das vítimas, depois realizava o sequestro dos alvos para ter acesso às agências.

Cinco homens, além do chefe do grupo, foram presos no Ceará, nas cidades de Fortaleza e Maracanaú, e no estado de Pernambuco. A prisão mais recente aconteceu na última quarta-feira (16), quando os agentes capturaram José Alberto Cazuza de Morais, de 54 anos, vulgo “Paquito”.“A prisão do Paquito foi muito importante para a gente confirmar tudo o que já tinha sido retratado no inquérito, com alguns detalhes que nós precisávamos saber. Consolidando, então, a participação dessa quadrilha e o modus operandis”, afirma Rommel Kerth.

Segundo o delegado, as investigações sobre o grupo iniciaram em 2019, após o sequestro de um gerente de uma empresa de valores ocorrido em outubro do ano passado, no bairro Coaçu, em Fortaleza. Na ocasião, os suspeitos interceptaram o veículo do funcionário, o algemaram e levaram para um cativeiro em Aquiraz. Porém, o plano teve de ser abortado e a vítima foi liberada. A polícia afirma que os criminosos pretendiam fazer um roubo milionário.

Dias após o crime, os criminosos assaltaram uma agência bancária no bairro Pajuçara, em Maracanaú. Vestidos com paletó e gravata, e armados com fuzis, os homens renderam os funcionários no momento em que abririam a agência. Dois homens foram presos depois desse crime.

As investigações da polícia apontam, ainda, uma ligação desse grupo com criminosos presos por furto qualificado a uma agência de Aratuba, no interior do Ceará, no último dia 6 de setembro.

Diário do Nordeste