Violência: Ceará ultrapassa nas últimas 24 horas a marca de 3 mil homicídios no ano

Violência: Ceará ultrapassa nas últimas 24 horas a marca de 3 mil homicídios no ano


O Ceará ultrapassou nesta quarta-feira (16) a marca dos três mil assassinatos em 2020. O número de Crimes Violentos, Letais e Intencionais  (CVLIs)  neste ano, entre os dias 1º de janeiro e 16 de setembro (ontem), já era 3.024. Em todo o ano de 2019, foram registrados em no estado, 2.396 crimes, incluindo as mortes em presídios e os óbitos por intervenção policial (pessoas mortas em confrontos com a Polícia), de acordo com estatísticas oficiais da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

As execuções sumárias e os fuzilamentos que acontecem diariamente por conta da “guerra urbana” travada entre facções criminosas têm contribuído decididamente na alta da violência armada no Ceará, com dezenas de assassinatos todos os meses do ano, sem exceção até aqui. Os homicídios em série migraram das ruas da Capital para cidades da Região Metropolitana de Fortaleza e cidades do interior nos últimos meses.

No entanto, na primeira quinzena deste mês de setembro, os homicídios voltaram a ser registrados com uma preocupante intensidade para as autoridades  da Segurança em algumas regiões da Capital. Ainda assim, é na Região Metropolitana de Fortaleza onde  as execuções sumárias ocorrem em maior escala. Cidades como Pacajus, Cascavel, Itaitinga, Caucaia e Aquiraz estão se transformando em guetos de bandidos oriundos de Fortaleza e ali os crimes proliferam.

Fernando Ribeiro