Candidato com empresa em Santa Quitéria sofre pedido de impugnação do Ministério Público

Candidato com empresa em Santa Quitéria sofre pedido de impugnação do Ministério Público


O Ministério Público Eleitoral entrou com uma ação pedindo a impugnação do registro de candidatura de Ronilson Francisco de Oliveira, ao cargo de prefeito na cidade de Croatá pelo MDB. Ele é proprietário de várias empresas no ramo de postos de combustíveis, tendo inclusive uma unidade em Santa Quitéria.

No pedido, a promotora da 74ª Zona Eleitoral Ana Beatriz Pereira de Oliveira e Lima alega que Ronilson mantém contratos ativos com vários municípios do Estado, através de seus empreendimentos como sócio proprietário, no entanto, sem informar se desvinculou da empresa para concorrer ao cargo político, em que pesa a inelegibilidade.

O candidato terá o prazo de 07 dias para contestar a ação.

Por meio de nota nas redes sociais, Ronilson afirmou que “a ação judicial é fruto de manifesto equívoco de interpretação quanto ao fundamento legal do pedido impugnatório”. “Trata-se de um pedido corriqueiro, que faz parte do jogo. Certamente a Justiça Eleitoral não tardará em fazer justiça e reconhecer o descabimento da pretensão, repondo a verdade e restabelecendo o equilíbrio da disputa”, concluiu.