Dia da Criança deve movimentar R$ 95 milhões no comércio do Ceará

Dia da Criança deve movimentar R$ 95 milhões no comércio do Ceará


Comemorado na próxima segunda-feira, 12, o Dia da Criança deverá movimentar R$ 95 milhões no varejo do Ceará, o décimo maior valor entre os estados brasileiros, segundo pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

No Brasil, a expectativa é que a data gire R$ 6,2 bilhões, queda de 4,8% na comparação com o ano passado. São Paulo (R$ 1,77 bilhão), Minas Gerais (R$ 667,3 milhões), Rio de Janeiro (R$ 514,1 milhões) e Rio Grande do Sul (R$ 454 milhões) deverão responder por mais da metade (54,8%) das vendas previstas para o comércio nacional em 2020.

“Este é um desafio para o setor não apenas para esta data comemorativa, mas também para as demais que estão por vir”, afirma Roberto Tadros, presidente da CNC. Ele observa que "a redução do valor do auxílio emergencial, a partir de setembro, também deverá dificultar a retomada das vendas, mesmo em um cenário de inflação e juros baixos”.

Dos 11 itens avaliados pela pesquisa, cinco tendem a estar mais baratos do que no ano passado, com destaque para brinquedos (-7,5%) e artigos de vestuário, como sapatos (-5,8%) e tênis (-3,1%). Por outro lado, os serviços relacionados a lanches deverão estar 10,2% mais caros.

Com alta esperada de 3,2%, a expectativa é que hiper e supermercados movimentem R$ 4,4 bilhões (70,2% do total) e sejam os únicos a registrar avanço com a data. Outros segmentos que costumam se beneficiar do aumento sazonal das vendas nesta época do ano tendem a amargar perdas, como o de brinquedo e eletroeletrônicos (-2,5% ou R$ 1,3 bilhão), livrarias e papelarias (-9,9% ou R$ 48,1 milhões), e lojas de vestuário e calçados (-22,1% ou R$ 489 milhões).

O POVO Online