Agricultura familiar: 440 mil cearenses serão beneficiados com o Projeto São José IV

Agricultura familiar: 440 mil cearenses serão beneficiados com o Projeto São José IV


Milhares de famílias cearenses que tiram seu sustento da agricultura familiar serão beneficiadas, até 2025, com ações do Projeto São José IV, lançado nesta quarta-feira (25) pelo Governo do Ceará. O investimento previsto é de aproximadamente R$ 750 milhões (U$S 150 milhões) em iniciativas de segurança hídrica, inclusão produtiva e assistência técnica, beneficiando 440 mil pessoas, de acordo com o governador Camilo Santana. Os recursos são oriundos de empréstimo junto ao Banco Mundial e uma contrapartida do Estado.

“Será um novo financiamento de projetos na área da agricultura familiar em todo o Ceará. São projetos de abastecimento de água, produtivos, mecanização agrícola, assistência técnica – e esse ano teremos projetos de reúso de água, que é uma inovação. Isso significa mais renda para as famílias do campo. Essa é a grande visão que o Projeto São José tem, de democratizar e dar oportunidade para essas famílias que moram no campo no estado do Ceará”, destacou Camilo Santana.

Para projetos de inclusão produtiva, como acesso ao mercado e implantação de tecnologias de convivência com o semiárido, o recurso aportado será de aproximadamente U$S 65 milhões. Já para a implantação de sistemas de abastecimento de água e saneamento rural, o São José IV vai destinar cerca de U$S 53 milhões (cerca de R$ 265 milhões). O projeto inclui ainda ações voltadas para capacitação e intercâmbio de beneficiários, além da elaboração de estudos técnicos.

Os interessados em participar do Projeto São José IV devem acessar o site da SDA (www.sda.ce.gov.br) para obter as informações necessárias para conseguir o crédito. Equipes do Governo farão seminários durante o mês de dezembro próximo no Interior para explicar como proceder.

Só de 2015 até os dias atuais, o São José III implantou 259 sistemas de abastecimento d´água em 99 municípios cearenses, beneficiando mais de 35 mil famílias. Além disso, mais 7.403 famílias foram atendidas com a implantação de 267 projetos produtivos nas áreas de apicultura (63 projetos), ovinocaprinocultura (53), bovinocultura (38), fruticultura (27), cajucultura (26), mandiocultura (23), dentre outras.

Na mecanização agrícola, o Estado ajudou 11.362 famílias, com 180 projetos, e outras 2.105 famílias receberam auxílio através de assistência técnica, com 77 projetos. O investimento nesses últimos cinco anos foi o mesmo do novo São José, sendo U$S 150 milhões para o desenvolvimento dessas ações.