Economia está voltando e auxílio emergencial acaba no final do ano, diz Guedes

Economia está voltando e auxílio emergencial acaba no final do ano, diz Guedes


O Ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta segunda-feira (23), que não haverá prorrogação do auxílio emergencial para 2021, pois a pandemia do coronavírus está cedendo no País e a atividade econômica está voltando.

O Ministro afirmou ainda que o benefício pago a informais poderia ter duração de até um ano, se o valor das parcelas fosse menor que R$ 200, como propôs inicialmente a equipe econômica.

"Os fatos são que a doença cedeu bastante e a economia voltou com muita força. Então, do ponto de vista do governo, não existe a prorrogação do auxilio emergencial", afirmou.