Filha caçula do cantor Belo é presa por suspeita de integrar quadrilha de hackers

Filha caçula do cantor Belo é presa por suspeita de integrar quadrilha de hackers


A filha caçula do cantor Belo, Isadora Alkimin Vieira, de 21 anos, foi presa na última quarta-feira (11), junto com outras 11 mulheres, suspeitas de integrarem uma quadrilha especializada em golpes por meio eletrônico no Rio de Janeiro. 

Em dados divulgados, a organização criminosa faturava entre R$ 600 mil a R$ 1 milhão por mês com os golpes e é suspeita de agir em conjunto com a maior facção criminosa do Rio de Janeiro, segundo a Polícia. 

Durante entrevista ao jornal O Globo, Belo, que tem outros três filhos, se disse "muito surpreso e arrasado" com a prisão da filha. A jovem é estudante de odontologia.

“Eu não sabia de absolutamente nada, falei com ela semana passada por telefone e ainda perguntei de tudo, da faculdade e tal. Dei sempre todo suporte como pai, pensão, faculdade, educação e amor. Me sinto muito triste e quero ser respeitado nesse momento”, disse o cantor. 

A quadrilha foi desarticulada pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), que descobriu que Isadora e as outras mulheres presas induziam as vítimas a repassarem seus dados bancários e a entregarem seus cartões a outros integrantes do grupo, no caso, motoboys que pegavam os objetos, para, posteriormente, serem utilizados. 

Além da prisão das 12 mulheres, também foram aprendidos 11 notebooks, nove máquinas de cartão, 50 cartões de créditos, telefones celulares, além de outros materiais utilizados nos crimes. Isadora vai responder pelo crime de organização criminosa.

Diário do Nordeste