TSE adia eleições municipais em Macapá. Nova data ainda será definida

TSE adia eleições municipais em Macapá. Nova data ainda será definida


Atendendo a pedido do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Amapá, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, decidiu pelo adiamento das eleições para prefeito e vereador na capital do Amapá, Macapá. Segundo Barroso, a decisão ocorre “em razão da instabilidade do fornecimento da energia, do aumento expressivo da criminalidade e de sinais de convulsão social”.

O adiamento se dará “até que se restabeleçam as condições materiais e técnicas para a realização do pleito, com segurança da população”. A nova data para realização do pleito em Macapá ainda não foi definida e será fixada conjuntamente pelo TRE-AP e pelo TSE.

“Fatos extraordinários e imprevisíveis tornaram inviável a realização de eleições em Macapá, já que ainda não foi restabelecido o regular fornecimento de eletricidade no município e o efetivo da Polícia Militar não se mostra suficiente para garantir a segurança dos eleitores. Nesse contexto, não é legítimo exigir que a população de Macapá seja submetida ao sacrifício extremo de ser obrigada a comparecer às urnas em situação de calamidade pública, reconhecida por decreto municipal, e, ainda, de risco à segurança”, afirma a decisão.

A suspensão abrange tanto o primeiro turno quanto um eventual segundo turno. Macapá é o único município do estado com mais de 200 mil eleitores – uma das condições necessárias para realização de segundo turno para o cargo de prefeito.

UOL