Santa Casa de Misericórdia de Sobral alega falta de pagamento por parte da Secretaria de Saúde do município

Santa Casa de Misericórdia de Sobral alega falta de pagamento por parte da Secretaria de Saúde do município


A Santa Casa de Misericórdia de Sobral emitiu uma nota nesta sexta-feira (06) alegando que se encontra impossibilitada de pagar os salários dos 2115 empregados celetistas, além de não conseguir remunerar os demais colaboradores e fornecedores da entidade, por falta de retenção dos valores por parte da Secretaria de Saúde de Sobral. A conduta foi denunciada ao Poder Judiciário para as medidas legais cabíveis.

O Hospital alega que desde junho vem enviando diversos ofícios à Secretaria de Saúde de Sobral requerendo os pagamentos cabíveis. Entretanto, o órgão nunca apresentou uma resposta aos pedidos enviados. 

“Registre-se que esta instituição realizou diversas tentativas de conciliação, buscando tratativas, por meio de inúmeras ligações, bem como pelo esforço hercúleo para o agendamento de reuniões, contudo sem sucesso”.

A nota ainda informa que atualmente, a Secretaria de Saúde de Sobral deve à Santa Casa de Misericórdia de Sobral o valor de R$7.109.526,82 (sete milhões, cento e nove mil, quinhentos e vinte e seis reais e oitenta e dois centavos) e ao Hospital do Coração o valor de R$1.956.291,51 (um milhão, novecentos e cinquenta e seis mil, duzentos e noventa e um reais e cinquenta e um centavos), conforme se verifica pela planilha. A dívida total alcança R$9.065.818,33 (nove milhões, sessenta e cinco mil, oitocentos e dezoito reais e trinta e três centavos).

Nas vésperas das eleições municipais 2020, o Hospital finaliza informando que a nota não tem nenhum caráter político e deixa claro que “a instituição busca apenas o que é justo: o pagamento que lhe cabe”.


Ver essa foto no Instagram

A Santa Casa de Misericórdia de Sobral encontra-se impossibilitada de pagar os salários dos 2115 empregados celetistas, bem como de remunerar os demais colaboradores e fornecedores da entidade. Isso é resultado da retenção de valores que cabem a este hospital por parte da Secretaria de Saúde de Sobral. Esta é uma conduta ilegal e arbitrária e tal situação foi denunciada ao Poder Judiciário para as medidas legais cabíveis. Desde o dia 26 de junho de 2020 (quase cinco meses), a Santa Casa vem enviando diversos ofícios à Secretaria de Saúde de Sobral requerendo amigavelmente que este órgão efetive os pagamentos cabíveis a esta unidade de saúde, sem que a Secretaria de Saúde sequer apresente respostas aos ofícios enviados, demonstrando extremo descaso e desrespeito. Registre-se que esta instituição realizou diversas tentativas de conciliação, buscando tratativas, por meio de inúmeras ligações, bem como pelo esforço hercúleo para o agendamento de reuniões, contudo sem sucesso. Atualmente, a Secretaria de Saúde de Sobral deve à Santa Casa de Misericórdia de Sobral o valor de R$7.109.526,82 (sete milhões, cento e nove mil, quinhentos e vinte e seis reais e oitenta e dois centavos) e ao Hospital do Coração o valor de R$1.956.291,51 (um milhão, novecentos e cinquenta e seis mil, duzentos e noventa e um reais e cinquenta e um centavos), conforme se verifica pela planilha. A dívida total alcança R$9.065.818,33 (nove milhões, sessenta e cinco mil, oitocentos e dezoito reais e trinta e três centavos). Não há qualquer vinculação política por parte dos gestores deste hospital, que não intervêm de forma alguma na escolha política de seus colaboradores. O voto é livre e secreto! O que esta instituição busca é apenas o que é justo: o pagamento que lhe cabe.

Uma publicação compartilhada por Santa Casa de Sobral 🏥 (@santacasasobral) em