Ambulantes vendem CoronaVac falsificada por 50 reais na Zona Norte do Rio

Ambulantes vendem CoronaVac falsificada por 50 reais na Zona Norte do Rio


Era para ser um dia comum em Madureira, bairro da Zona Norte do Rio de Janeiro, quando o produtor cultural Sérgio Oliveira, também conhecido como Jones MFjay, 58 anos, se deparou com uma gritaria ao cruzar a Passarela do Império na segunda-feira, 21.

“Galo! Galo!”, gritava um ambulante da região – galo é uma gíria que significa 50 reais. Ao se aproximar, Oliveira registrou o motivo da balbúrdia em uma foto: uma caixa de uma suposta vacina contra a Covid-19 estava sendo vendida pelo camelô por esse valor.

A imagem da caixa, repleta de caracteres chineses, logo viralizou nas redes sociais. Ao explicar a transação da vacina falsificada, o ambulante ainda ofereceu a aplicação por 10 reais em uma “farmácia ‘no coute’” – no coute é outra gíria, dessa vez para algo feito “no esquema”.

A vacina original ainda não foi disponibilizada, tampouco colocada à venda pelas autoridades.

Veja