Antes do fim do ano vamos anunciar redução de subsídios, diz Guedes em evento

Antes do fim do ano vamos anunciar redução de subsídios, diz Guedes em evento


O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou na manhã desta quarta-feira (9) que o governo anunciará antes do fim do ano uma redução de subsídios "de forma generalizada". Segundo ele, será um "forte sinal" para os investidores estrangeiros de que o Brasil está comprometido com o ajuste fiscal e o equilíbrio das contas públicas. 

"Apenas dois dias atrás o presidente Bolsonaro deu outro sinal, anunciamos que os benefícios que ajudaram o Brasil a se recuperar, em uma recuperação em forma de V, serão removidos em 31 de dezembro", disse, em referência ao auxílio emergencial, durante o evento virtual The Asia-Brazil Connection organizado pelo Milken Institute, um think tank econômico americano com sede em Santa Monica, na Califórnia.

"De nenhuma forma vamos transgredir o teto de gastos", disse o ministro. Guedes também afirmou que o País voltará às reformas estruturais assim que a economia se recuperar da crise gerada pela pandemia de covid-19. "O Brasil foi atingido pela pandemia quando estava implementando as reformas", comentou.

Guedes voltou a prometer que o País encerrará 2020 sem perder nenhum emprego. "A economia do Brasil está se recuperando muito fortemente", reforçou. De acordo com o ministro, o País lidou relativamente bem com a crise quando comparado aos pares emergentes.

Ao ser questionado por representantes de fundos soberanos sobre o retorno do investidor estrangeiro à Bolsa brasileira nos últimos dois meses, Guedes respondeu que isso é o "reconhecimento de nosso trabalho em implementar reformas". O ministro destacou que o governo está promovendo uma desregulamentação do ambiente de investimentos em setores como petróleo e gás e eletricidade. "Sinalizamos para os investidores que não vamos aumentar impostos", acrescentou. 

Estadão Conteúdo