Balanço do ano: 40 profissionais de saúde morreram por Covid-19 no Ceará

Balanço do ano: 40 profissionais de saúde morreram por Covid-19 no Ceará


A pandemia do coronavírus matou mais de 9.900 vítimas no Estado do Ceará e dessas, 40 eram profissionais da saúde. A maioria dos profissionais que morreram em decorrência da doença tinha mais de 60 anos e morava em Fortaleza. 

Os dados da plataforma Integrasus, da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), apontam que o número de infectados é maior entre os técnicos em enfermagem (4.437). Na triste estatística de profissionais mortos estão: 11 médicos, 9 técnicos em enfermagem, 5 enfermeiros, 4 condutores de ambulância, três agentes de combate a endemias, e farmacêutico (1), assistente social (1), dentista (1), os agentes de saúde pública e comunitário (1), visitador sanitário (1), terapeuta (1) e profissional da biotecnologia (1). 
 
A maioria das vítimas era de Fortaleza: 17 no total. Já nos municípios de Caucaia, Crato, Iguatu, Itapipoca e Santana do Acaraú, tiveram, cada um, duas mortes. E Maracanaú, Horizonte, Tabuleiro do Norte, Amontada, Jaguaretama, São Benedito, Aquiraz, Redenção, Ocara, Tamboril, Umirim, Baturité e Pereiro, uma morte cada um. Os profissionais tinham entre 30 e 80 anos. 

Em relação aos recuperados da Covid, já são mais de 18 mil profissionais nessa situação no Estado. 

Diário do Nordeste