Bolsonaro é condenado a indenizar jornalista depois de acusá-la por fake news

Bolsonaro é condenado a indenizar jornalista depois de acusá-la por fake news


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi condenado a indenizar em R$ 10 mil a colunista Bianca Santana, de Ecoa, por danos morais, após acusá-la de propagar notícias falsas. A decisão é do juiz César Augusto Vieira Macedo, da 31ª Vara Cível do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), e o presidente ainda pode recorrer.

Bianca havia publicado, em novembro de 2019, um texto sobre as relações de amigos e familiares do presidente com os acusados do assassinato da vereadora Marielle Franco (Psol), no Rio de Janeiro. Bolsonaro, em uma live transmitida em 28 de maio deste ano, acusou a jornalista de publicar notícias falsas. Mencionou texto sobre decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) contra o PT. A reportagem, no entanto, não foi escrita nem assinada por Bianca.

Em julho, depois que a ação foi aberta, Bolsonaro se retratou. "Eu fiz a referência a várias reportagens de fake news, e uma falei que era dela. Não era dela, tinha o nome dela lá embaixo. Houve equívoco da minha parte. Não era da jornalista Bianca Santana, minhas desculpas à Bianca Santana por esse equívoco nosso", disse.

Ela decidiu manter a ação e afirmou que a menção a seu nome não foi meramente um erro.

"O presidente Jair Bolsonaro acaba de pedir desculpas publicamente por ter me acusado, na live de 28 de maio, de ser autora de um texto que nunca escrevi. Tirou toda a live do ar… Mas a menção ao meu nome não foi meramente um erro", afirmou ao UOL. "Bolsonaro não se equivocou, ele violou direitos e provocou um dano à minha honra".

Bianca havia pedido R$ 50.000 de indenização.

Nas redes sociais, Bianca comemorou a decisão do TJ-SP. "Uma vitória, dentre tantas que a população negra deveria ter na justiça. Uma condenação, dentre as agressões de Jair Bolsonaro, seus filhos e ministros feitas a jornalistas e comunicadoras constantemente. Só a luta muda a vida!", escreveu.

"O que mais me chama atenção não é pelo valor, mas o fato de um presidente da República, que vem agredindo jornalistas e ferindo a liberdade de expressão, ser condenado", afirmou Bianca.

Poder 360