Cearense é o 1º lugar do ITA, um dos vestibulares mais difíceis do país

Cearense é o 1º lugar do ITA, um dos vestibulares mais difíceis do país


O cearense Pedro Pinheiro, de 18 anos, conquistou o primeiro lugar no vestibular do Instituto Tecnológico de Aeronáutica. Neste ano, o ITA reuniu mais de 9,7 mil inscritos para 150 vagas dos cinco cursos de graduação em engenharia.

Esta foi a primeira vez que Pedro realizou a prova. O estudante dedica os estudos para exames militares desde o 1º ano do Ensino Médio. “Eu estudo para isso desde 2018. Eu acordava 5h30, saia de casa às 6h e voltava 21h30. Estudava de manhã no colégio e a tarde assistia aula das 13h30 às 20h30".

Este ano, no 3º ano, a experiência foi diferente das outras séries, a rotina precisou ser modificada devido à pandemia do novo coronavírus. A maior dificuldade sentida pelo estudante foi a falta de interação com os amigos e colegas de classe. Porém, apesar dos obstáculos, Pedro se sentia confiante quanto à aprovação.

“Sinceramente, passar no ITA não foi muita surpresa tão grande, por causa da minha preparação, agora passar em 1º lugar geral foi realmente surpreendente, não esperava nem um pouco”, desabafa.

Diante da pandemia, Marcondes Carvalho, diretor de ensino da escola em que Pedro estuda, conta que as aulas continuaram da mesma forma, apesar de serem remotas. Ainda segundo o diretor, a conquista só reforça que o Ceará se tornou referência em relação aos bons resultados em vestibulares.

“Normalmente temos alunos que fazem o exame mais de uma vez. Você ter um aluno de 3º ano que passa pela primeira vez e em primeiro lugar, é um fato muito extraordinário. E um aluno que está com a gente desde de pequeno, vem subindo com a gente, nos deixa muito felizes”, ressalta.