Compra de votos: MP pede a cassação de vereador de IPU

Compra de votos: MP pede a cassação de vereador de IPU


Em 14 de novembro, um dia antes das últimas eleições municipais, o Ministério Público de Ipu e a Polícia Federal executaram mandados de busca e apreensão em vários candidatos do PCdoB do município, sendo estes apoiadores e do mesmo partido do atual prefeito Sérgio Rufino.

Após análise de um farto material apreendido como celulares, anotações e dinheiro em espécie, o MP pediu a cassação do diploma de vereador eleito e a inelegibilidade de Evaldo Gomes.


A apuração feita aponta uma série de conversas de Whatsapp e documentos que, segundo o Ministério Público Eleitoral da Comarca Ipuense, fortemente evidenciam o abuso do poder econômico e politico na captação de votos por parte de Evaldo. 


As conversas e os áudios envolvem dezenas de eleitores, cabos eleitorais e um funcionário da Prefeitura, supostamente encarregado do uso de máquinas.

O edil do PCdoB foi reeleito neste ano com 1089 votos. O mesmo é empresário do ramo de fornecimento de internet em IPU.

Sobral 24 Horas