Dandara será nome de rua em Fortaleza e Ceará ganhará primeira via em homenagem a uma travesti

Dandara será nome de rua em Fortaleza e Ceará ganhará primeira via em homenagem a uma travesti


Dandara dos Santos, travesti, vítima de transfobia e morta brutalmente no ano de 2015 em Fortaleza, será homenageada com o nome de uma rua no bairro onde foi assassinada, no Bom Jardim. O projeto que regulamenta a homenagem foi aprovado nesta quarta-feira, 9, pela Câmara Municipal de Fortaleza. Quase quatro anos após perder a vida, Dandara será a primeira travesti a dar nome a uma rua no estado do Ceará.

O vereador Ronivaldo (PT) é o autor da proposta 64/2019 que regulamenta a nomeação da rua como Dandara Ketteley, em referência a forma como ela gostava de ser chamada. Ronivaldo destaca o simbolismo da nomeação da rua como uma ato de justiça.

“Nos sentimos na obrigação de registrar na memória da cidade seu nome, para que nunca esqueçamos o direito à dignidade e o respeito que devemos ter com essa população, que é negligenciada pelo poder público”, declarou o vereador.

A proposta, além de prestar homenagem a Dandara, é também “conscientizar sobre a necessidade de políticas públicas que promovam a proteção e a cidadania de todas e todos”, conforme reforçou o Legislativo municipal na reunião que aprovou o novo nome do logradouro.

Nas justificativas dos votos a favor do projeto, Dandara chegou a ser mencionada como um símbolo de resistência e luta contra a intolerância e o desrespeito sofridos por mulheres trans e demais LGBTQI+. 

O Povo Online