Em balanço da eleição, Ciro ataca PT, diz que Dino perdeu a noção da realidade e chama Boulos de radical

Em balanço da eleição, Ciro ataca PT, diz que Dino perdeu a noção da realidade e chama Boulos de radical


O ex-ministro e ex-presidenciável Ciro Gomes (PDT) fez um balanço das eleições municipais de 2020 em entrevista ao apresentador José Luiz Datena nesta segunda-feira (30). Em sua análise, Ciro atacou o ex-presidente Lula, o PT e o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

Ciro, Lula e Dino apoiaram no segundo turno a candidatura de Guilherme Boulos (PSOL) em São Paulo. Na conversa com Datena, porém, Ciro Gomes classificou Boulos como integrante da "esquerda radical".

"O Boulos chegar onde chegou significa que agora você pode expressar uma predileção com a esquerda mais radical sem ter que explicar banditismo, contradições econômicas, fracassos extraordinários do desenvolvimento, que é o que o PT obriga o jovem. Isso eles vão perder. Não tem humildade nem capacidade de compreender e se reconciliar com o povo, insistindo nesse hegemonismo", disse.

O ex-ministro afirmou que o governador do Maranhão, com quem tinha boa relação, "perdeu a noção da realidade". "O Flávio Dino resolveu não apoiar ninguém no primeiro turno. Foi votar com camiseta ‘Lula Livre’. Eles perderam um pouco a noção da realidade. Ganhou essa eleição quem soube interpretar a realidade do país com humildade'.

Ciro ainda comemorou a inclinação dos votos dos brasileiros em 2020 "ao centro, à centro-direita e à centro-esquerda". "Precisamos organizar para ver se isso tem desdobramentos no futuro do país".

Poder