Estoque de Cloroquina encalhado daria para abastecer cidades por até um século

Estoque de Cloroquina encalhado daria para abastecer cidades por até um século


De acordo com levantamento do jornal Metrópoles, o estoque encalhado de cloroquina e hidroxicloroquina em municípios e estados brasileiros, em alguns casos, seria suficiente para um século de abastecimento. Os medicamentos foram a grande aposta sem comprovação médica do presidente Jair Bolsonaro para o tratamento precoce de Covid-19.

O Ministério da Saúde informa ter distribuído no total ao menos 5,9 milhões de comprimidos do remédio em todo o país. O jornal afirma que consultou as 26 secretarias estaduais de Saúde, e a do Distrito Federal, e foi atrás das prefeituras das principais capitais brasileiras e grandes cidades do interior para mapear como estão os estoques do medicamento.

Das perguntadas, 16 secretarias estaduais de Saúde responderam e as outras 11 não se manifestaram. Juntas, receberam 4,715 milhões de comprimidos de cloroquina. Desse total, no entanto, 1,161 milhão de doses já foram devolvidas para o Ministério da Saúde, e 484 mil, estocadas (guardados para eventual futuro uso).

Os relatos são de quase total desinteresse pela substância propagada por Bolsonaro. Logo, os 2,449 milhões de comprimidos enviados (ou seja, não estocados nem devolvidos) por esses estados podem ainda estar parados nas inúmeras cidades brasileiras.