Governo Bolsonaro expõe dados pessoais de mais de 200 milhões de pessoas por falha em sistema

Governo Bolsonaro expõe dados pessoais de mais de 200 milhões de pessoas por falha em sistema


O governo federal deixou exposto por seis meses na internet os dados pessoais de 243 milhões de pessoas. A falha de segurança ocorreu no sistema de notificações de Covid-19 do Ministério da Saúde.

Segundo reportagem de Fabiana Cambricoli, no Estado de S.Paulo, os dados expostos pertencem não só aos que se contaminaram com o vírus, mas de todos aqueles que são cadastrados no Sistema Único de Saúde (SUS) ou que têm plano de saúde, incluindo pessoas que já morreram.

A falha atingiu também chefes dos três poderes: o próprio presidente Jair Bolsonaro, o deputado federal Rodrigo Maia, o senador Davi Alcolumbre e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux.

Ainda segundo o Estadão, o problema foi causado pela exposição de login e senha de acesso ao sistema que armazena os dados de todos os brasileiros no Ministério da Saúde.

Essa não é a primeira falha de segurança que ocorre em sistema do Ministério da Saúde. No mês passado, o mesmo jornal revelou que um vazamento de senha expôs dados de 16 milhões de pacientes de Covid.

Fórum