Inteligência da Segurança Pública será utilizada para fiscalizar eventos no Ceará, diz secretária

Inteligência da Segurança Pública será utilizada para fiscalizar eventos no Ceará, diz secretária


As ações de fiscalização de eventos que promovam grandes aglomerações no fim deste ano devem contar com reforço da Inteligência da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), de acordo com a secretária-executiva de Vigilância e Regulação da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), Magda Almeida, em entrevista ao Sistema Verdes Mares na manhã desta segunda-feira (14).

No último sábado (12), diversos órgãos fiscalizatórios deram início à Operação Fim de Ano Seguro, para fazer cumprir as medidas de prevenção contra o avanço da Covid-19 no estado. Nas últimas semanas, houve crescimento de registros em 19 das 22 áreas descentralizadas de saúde do Estado.

“A gente intensificou no fim de semana com um número maior de agentes porque essas aglomerações têm um número muito grande de pessoas e precisam de um efetivo policial maior, para que a gente consiga conter e dispersar”, lembra Magda.

Durante o fim de semana, pelo menos nove estabelecimentos foram autuados em Fortaleza. A Vigilância Sanitária Estadual verificou irregularidades em quatro locais que promoviam eventos. A Agência de Fiscalização de Fortaleza também notificou quatro bares e restaurantes. Na madrugada de sábado (13), a festa "Pagode no Sigilo", no bairro Cambeba, também foi encerrada pela Polícia Militar.

Diário do Nordeste