Médico cearense recebe vacina do coronavírus nos Estados Unidos

Médico cearense recebe vacina do coronavírus nos Estados Unidos


O urologista cearense André Abreu, 44, foi um dos profissionais da saúde a serem vacinados contra o coronavírus nos Estados Unidos, ainda nas primeiras etapas do processo de imunização no país. A primeira dose foi aplicada na última quinta-feira (17), e a segunda deve ser feita daqui a 20 dias.

“Eu não trabalho na linha de frente, mas estou no hospital todos os dias. Achei que não fosse ser selecionado para receber a vacina, mas, para a minha surpresa, recebi um e-mail da Universidade do Sul da Califórnia, que é onde eu trabalho, dizendo que eu poderia ser vacinado. Me deram cinco dias para escolher, e eu respondi de imediato”, relata.

O médico compara o processo de aplicação da vacina da Pfizer, aprovada pela FDA (Food and Drug Administration), agência federal do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos, com a vacina da gripe, que recebe anualmente.

“É praticamente indolor. Recebi ontem e não tenho nenhum efeito colateral, estou me sentindo muito bem. O local da aplicação tem um pouco de dor, o que é comum a qualquer injeção, e nada mais que isso. Conversei com outros colegas que tomaram, e nenhum deles sentiu nada”, afirma.

Segundo ele, após a aplicação, não foram feitas contraindicações em relação ao consumo de alimentos, bebidas ou atividades físicas. Será necessário apenas receber uma dose de reforço em 20 dias.

G1