Natural de Santa Quitéria, idoso de 101 anos se veste de Papai Noel para comemorar Natal em comunidade

Natural de Santa Quitéria, idoso de 101 anos se veste de Papai Noel para comemorar Natal em comunidade


Responsáveis pela alegria de várias famílias durante as festas de fim de ano, os 'Papais Noéis' são sempre aguardados no período natalino. Neste ano, um "bom velhinho" de 101 anos de idade foi motivo de felicidade para moradores da comunidade Morro do Ouro, no bairro Jacarecanga, em Fortaleza. 

Recuperado da Covid-19, Antônio Medeiros Magalhães, conhecido carinhosamente como seu Mocinho, participou de uma ação de entrega de diversas cestas básicas vestido de Papai Noel.

Devido a pandemia de Covid-19 e por conta da idade, seu Mocinho não chegou a ter contato diretamente com as pessoas que receberam as cestas básicas. Mas de longe, ele desejava os mais sinceros votos de feliz Natal para quem recebia os alimentos das mãos de seu filho do meio, o mecânico Negreiros Magalhães. Para evitar aglomeração, uma pessoa por vez recebia a cesta básica.


Os alimentos foram doados por uma faculdade particular para a Associação dos Moradores do Bairro Jacarecanga e Adjacências (AMBJA), que repassou para a comunidade. "Eu estou muito feliz em ter distribuído essas cestas básicas para o povo do meu bairro", conta seu Mocinho.

Covid-19


Seu Mocinho, natural do município de Santa Quitéria, no interior do Ceará, acabou contraindo a Covid-19 no pico da pandemia, mesmo com todos os cuidados da família. O idoso, conhecido pela alegria que carrega no rosto, conseguiu se recuperar da enfermidade e não ficou com nenhuma sequela da doença. 

Diário do Nordeste