Polícia Federal em Catunda: suposto 'laranja' de esquema presta depoimento em Operação

Polícia Federal em Catunda: suposto 'laranja' de esquema presta depoimento em Operação


A Operação Onzenário, deflagrada pela Polícia Federal nas primeiras horas desta quinta-feira (03), chegou ao município de Catunda.

A assessoria de imprensa da PF informou que um homem, suspeito de ser um suposto laranja do esquema criminoso, está sendo ouvido por agentes na cidade. Ele, que não teve o nome divulgado, é um comerciante do ramo de águas e recebeu R$ 350 mil em conta bancária.

"Ele está sendo ouvido para esclarecer o que justifica o trânsito desse valor, ilícito, que a operação aponta. Oriundo de uma fraude, um empréstimo consignado fraudulento, oriundo de juros ilícitos", afirma o delegado federal Alan Robson Alexandrino.

Segundo o delegado, outros 'laranjas' também participavam do esquema criminoso e já foram ouvidos no curso da investigação. "Há pessoas fictícias, que não existem de fato, mas têm o documento criado", aponta, sobre a prática de falsidade ideológica, cometida por outros 'laranjas'.

Além de Catunda, a Polícia Federal cumpre mandados em Trairi, Eusébio e Fortaleza, no Ceará; Salvador (Bahia); e São Paulo (Capital). Até o momento, três pessoas já foram presas e apreendidos  veículos de luxo, dinheiro, obras de arte e bloqueados valores de contas bancárias, além do bloqueio e o sequestro de R$ 106 milhões determinado pela Justiça Federal.

De acordo com a PF, Operação Onzenário investigou fluxo intenso de capitais obtidos de forma criminosa em prejuízo dos servidores públicos estaduais, através de investimentos, aquisições imobiliárias e simulação de aquisição de cotas de sociedade empresarial, em engenhoso esquema de corrupção e lavagem de dinheiro. Ao total, teria sido movimentado ao menos R$ 600 milhões em créditos.