Vídeo: pastor cearense diz que a vacina chinesa contra a Covid-19 causa câncer e "tem HIV dentro"

Vídeo: pastor cearense diz que a vacina chinesa contra a Covid-19 causa câncer e "tem HIV dentro"


Foi solicitado pelo Ministério Público do Ceará (MPCE) que o pastor Davi Goés, do Ministério Canaã, em Fortaleza, seja responsabilizado civil e criminalmente por divulgar notícias falsas sobre a vacina chinesa contra a Covid-19, a CoronaVac. O líder religioso aparece em vídeo afirmando que o imunizante pode causar câncer, alterar seu DNA e "tem HIV dentro". Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) e Secretaria das Promotorias de Justiça Criminais foram oficiados nesta terça-feira, 12.


As imagens começaram a circular nas redes sociais nessa segunda-feira, 14. Conforme o MPCE, o discurso fere o artigo 41 da Lei das Contravenções Penais sobre provocar alarde e anunciar perigo inexistente para causar pânico, mas também pode configurar-se em crime. Conteúdo também descumpre a Lei das Fake News e a lei estadual que responsabiliza quem dissemina notícias falas sobre a pandemia, que foi regulamentada em maio deste ano no Ceará.

Davi Goés relata que sua tese é baseada em um estudo de um cientista francês. Ele afirma que a vacina irá atingir o DNA de quem tomar, causando efeitos irreversíveis, mas em nenhum momento fala o nome do pesquisador e nem onde encontrar a nota científica. "Depois de um tempo, doenças aparecerão. Muitas pessoas vão morrer de câncer por causa da vacina, olha a seriedade disso. Graças a Deus que tem um presidente doido aí que tá dizendo que no Brasil não vai ser obrigado a tomar", relata o pastor.

Informação da alteração de DNA já foi diversas vezes desmentida por cientistas e professores. Alguns do imunizantes, incluindo o da Pfizer/BioNTech, utilizam um fragmento do material genético do vírus, o RNA mensageiro, mas que em nada mexe com o DNA do vacinado. Em entrevista à BBC no início do mês, o docente Jefrrey Almond, da Universidade de Oxford, afirmou que nenhuma célula humana sofre alteração.

"No mundo não tem uma nação comprando vacina da China. Quem tá comprando? O governador de São Paulo", questiona. Diante das declarações inverídicas, o MPCE elaborou procedimentos por meio do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Defesa da Cidadania, do Idoso, da Pessoa com Deficiência e da Saúde Pública (Caocidadania), Centro de Apoio Operacional Criminal (Caocrim) e pelas Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde.

O POVO Online